9 de mai de 2011

São Bernardo dá show e sai ovacionado pela torcida

Em sexta-feira de homenagem, Bernô atropela Nacional e divide liderança com Briosa.

Após quase 20 anos sem jogar uma partida à noite, o São Bernardo voltou à entrar em campo sob os olofotes acesos do Baetão para enfrentar um tradicional rival, o Nacional Atlético Clube.

Antes da partida começar, uma homenagem à um grande jogador da história alvinegra: Wilson Messa. Camisa 10 das décadas de 50 e 60, Wilson Messa, visivelmente emocionado, deu o pontapé inicial da partida e recebeu uma placa de seu amigo de infância e ex-companheiro de time Felipe Cheidde, Presidente do Esporte há quase 50 anos.

Com a bola rolando, logo no início o Esporte mostrou à que veio. Aos 2 minutos, a primeira chance de gol: Chuck arranca com a bola pela direita e chuta cruzado, a bola passa raspando a trave e sai pela linha de fundo, dando um grande susto na zaga nacionalina.
A resposta do time da Barra Funda veio 3 minutos depois. Após confusão na área, a bola sobra para o atacante que de primeira emenda um chute para o gol, a bola bate nos zagueiros alvinegros e sai pela linha de fundo.
A partir daí, o Nacional não teria mais nenhuma grande chance, sendo sufocado na defesa pelo São Bernardo. A cerca dos 8 minutos, em jogada semelhante à do início do jogo, Chuck arranca, chuta de fora da área e acerta o canto direito do goleiro, um golaço, para a alegria do belo público presente.
Com visível superioridade, o São Bernardo continou pressionando e o segundo gol não demorou à sair. Em cobrança de falta, Ranses cruza a bola em direção à área e, na tentativa de tirar a bola, o meia Jura, do Nacional, tira mal e empurra a bola para dentro do próprio gol.
Ao final do primeiro tempo, uma isolada tentativa de gol do Nacional acaba nas mãos do goleiro Jéfferson.

No início da segunda etapa, um susto na equipe da capital. Aos 2 minutos, Ranses cobra falta, acerta o travessão mas a bola vai pra fora.
Aos 10 minutos, Mancuso, estreante da equipe batateira, faz falta no adversário e é expulso após receber o segundo cartão amarelo e consequentemente o vermelho.
Mesmo com um jogador à menos, o Bernô passa a administrar mais a partida, sem deixar de encaixar rápidos e perigosos ataques.
Aos 15 minutos, em cobrança de escanteio, Ranses levanta a bola na área e Marcelo Médici testa firme para o gol, aumentando a vantagem bernardina.
Com 3 a 0 no placar, o São Bernardo procura trabalhar mais os espaços vazios do campo e priorizar a posse de bola.
Na última chance do jogo, Vinícius recebe cruzamente na área e bate de primeira, a bola passa por cima do gol, assustando o goleiro do Nacional.
Final de jogo, show em campo e grande festa da torcida nas arquibancadas do Baetão. Ao sair de campo, a equipe é ovacionada pela torcida e elogiada por todos presentes.

Nos outros jogos do grupo, a Portuguesa Santista passou pelo Palestra por 3 a 0, o Guarujá goleou o São Vicente por 4 a 1 e o Mauaense ganhou do Jabaquara por 2 a 0, fora de casa.
 

Após o fechamento da rodada, o Bernô divide a lideranaça com a Portuguesa Santista, ambos com 6 pontos.

Na próxima rodada, o São Bernardo enfrentará o Mauaense, sábado, em Mauá.

Assessoria de Imprensa EC São Bernardo

Nenhum comentário: