19 de out de 2011

São Bernardo passeia em campo e conquista vaga inédita na final

Bernô faz história e chega à final do estadual sub20 pela primeira vez

Precisando de apenas um empate para se classificar, o
São Bernardo entrou em campo disposto a apresentar um grande futebol à sua torcida e mostrar porque chegou à semifinal com uma das melhores campanhas da competição. Com total entrega dos jogadores, o alvinegro tomou as iniciativas da partida e preencheu o campo de defesa do Mauaense logo no início do jogo. Não demorou muito, e logo abre o placar. Aos 8 minutos, Ranses cobra falta com perfeição, no ângulo, sem chances para o goleiro da equipe visitante.
A superioridade que já era grande, se tornou maior com o gol. Assim, o São Bernardo obteve o controle do jogo e continuou a criar boas oportunidades. Aos 25 minutos, o São Bernardo chega ao segundo gol na partida, mas o árbitro anula alegando falta no goleiro mauaense.
Dois minutos após o gol anulado, o Bernô consegue ampliar de fato. Vinicius escapa da marcação, invade a área e chuta forte no canto esquerdo do goleiro. Dois a zero para o Bernô.
A primeira e única grande chance criada pelo Mauaense acontece aos 34 minutos. O meia Lucas arrisca de fora da área e acerta o travessão, no rebote a defesa alvinegra alivia e manda para escanteio.

No segundo tempo, o Mauaense veio à campo necessitanto sair para o jogo e se lançar ao ataque, já que precisava fazer 3 gols para se classificar. Porém os ataques pouco assustaram a defesa são-bernardense. Por outro lado, com o time avançado, os buracos na defesa do Mauaense aumentaram e o Bernô teve facilidades nas jogadas de contra-ataque, onde levou perigo por diversas vezes. Com jogadas rápidas e em profundidade o ataque alvinegro se sobressaia a defesa da Locomotiva, que se desdobrava para evitar o terceiro gol alvinegro. Até que o Bernô enfim chega ao terceiro gol, mas o árbitro mais uma vez anula, desta vez alegando impedimento do ataque são-bernardense, que estava em posição regular.
Nos acréscimos, a festa na arquibancada já estava armada. Muita comemoração e euforia pela vitória e pela classificação inédita à final do São Bernardo em competições organizadas pela Federação Paulista de Futebol. Nas outras ocasiões em que esteve presente em fases finais, os campeonatos eram disputados em quadrangulares finais, portanto sem a disputa de final entre dois times, como em 1986 e 1993.

Enquanto a torcida comemorava o feito inédito do clube, cerca de 40 pessoas, entre eles membros da comissão técnica, jogadores e o elenco da equipe sub17 do Mauaense, que estava presente no jogo, se exaltaram e resolveram sanar a dor da desclassificação com violência e partiram para cima da torcida do São Bernardo, que estava em minoria. Um ato de extrema covardia.
Membros da comissão técnica da Mauaense, encabeçados pelo técnico Paulo, pularam o alambrado e, além de tentarem espancar os torcedores, ameaçaram-os de morte, prometendo inclusive comparecer no próximo jogo do São Bernardo para continuar o confronto físico. No meio da confusão, membros do elenco sub17 do Mauaense usaram uma pá de lixo metalica como arma, além de arremessarem um bumbo, da própria torcida do São Bernardo, nos presentes. Famílias de jogadores, funcionários do estádio e inclusive pessoas da imprensa foram alvos dos atos de vandalismo.


Mesmo após o incidente no final do jogo, a torcida e o time do São Bernardo puderam comemorar muito a classificação do time à final da competição.

A final será disputada contra o tradicional Jabaquara Atlético Clube, de Santos.
O primeiro jogo será realizado neste sábado (22), às 16 horas, no Estádio Espanha. O segundo e decisivo, será em São Bernardo, no dia 29 de outubro.


Assessoria de Imprensa EC São Bernardo

Nenhum comentário: